Sobre Design do Mobiliário – Egito (3200 AC – 525 AC)

Baseando-se que toda a arte no Egito era dedicada à morte..

..porque reza a lenda que:  “a vida física era temporária e a espiritual era eterna – a assim os monumentos à eternidade deveriam ser duradouros, daí o túmulo e o templo tornam-se foco dessa crença, sendo o primeiro o portal para eternidade e o segundo a casa dos deuses, e tudo era planejado, desenhado e decorado de modo a unir estética e utilitarismo” – Livro: História Ilustrada da Arquitetura, de Emily Cole, daí  é que a religião influenciou toda essa organização social e política, definindo o papel de cada classe social.

Nos mobiliários havia muita riqueza de materiais como: ouro, pedras preciosas, marfim, couro, tecidos, junco e madeira, e esses transformavam-se em: cadeiras inclusive de braço, bancos, arca, armação de leitos, divãs, dossel, vasos, mesas e apoio para cabeça, o estilo dos móveis em geral eram baixos e formas e desenhos de diversos, e bem diferentes e muitas vezes suntuosos revestidos até em ouro, já  nas pernas das camas, cadeiras e bancos representados por patas de animal (touro, leão, e gazelas) usavam muitos acentos de ripas de madeira no formato de côncavo ou curva dupla e pés cruzados onde tinham forma de pescoço e bico de pato, e as inspirações nos animais não param por aí,  até na hora de apoiar um vaso a imponência nos detalhes e inspirações fazia vez com pernas elegantes curvadas e afastadas.

Os tecidos formavam cortinas grossas e finas nuances, dosséis, mosqueteiros para proteção e privacidade alguns desses objetos eram decorados em ouro martelado e gravadas com hieróglifos que indicavam os títulos das rainhas.

Havia uma preocupação com as crianças nessa época e os móveis eram replicados em miniaturas aos pequenos geralmente as madeiras utilizadas nesse mobiliário eram luxuosas e todas importadas e durante muito tempo esses eram para uso dos Faraós, Reis e Rainhas e suas crianças, enquanto a população pobre utilizava das fibras naturais para criação dos popularmente conhecidos hoje como “Cestos Nazaré” para uso do leito infantil.

Sobre o Autor: Stefane Favoretti

Designer de interiores curiosa no quesito da decoração, uma caçadora de tendências apaixonada por inspirações.

Leave a Reply

Your email address will not be published.